Governo filipino declara estado de calamidade por inundações

20/12/2011 06:39

    Cagayan de Oro (Filipinas), 20 dez (EFE).- O presidente das Filipinas, Benigno Aquino, declarou nesta terça-feira estado de calamidade nas províncias do sul afetadas pelas graves inundações, que causaram quase mil mortes durante o fim de semana.

Aquino fez esse anúncio durante sua visita a Gagayan de Oro, uma das cidades mais afetadas pelas enchentes e os deslizamentos de terra desencadeados pela tempestade tropical Washi.

Além disso, o presidente indicou que o Governo criou um fundo de 1,17 bilhão de pesos (US$ 26,6 milhões) para ajudar os 338.415 afetados nas zonas destruídas pelo temporal.

A maioria das mortes aconteceu nas cidades de Cagayan de Oro e Iligan, mas também houve vítimas fatais nas províncias de Bukidnon, Negros, Zamboanga del Norte e Compostela Valley, todos elas localizadas na faixa que forma o sul de Visayas e o norte de Mindanao.

As autoridades de Iligan e Cagayan de Oro devem enterrar nesta terça cerca de 300 mortos em valas comuns.

No total, há 42.733 pessoas em 62 abrigos, enquanto os feridos chegam a 1.582, a maioria por fraturas e golpes sofridos durante as enchentes.

Aldeias inteiras e centenas de casas ficaram alagadas pelas enchentes causadas após as copiosas chuvas da tempestade tropical Washi desde sexta-feira.