Humildade, Simplicidade

23/08/2011 20:08

    Quem poderia imaginar que essas duas características, hoje ausente na personalidade humana, poderia formar a base para verdadeira grandeza de espírito, espírito no sentido mais amplo da palavra, e não o sopro de sentimento elaborado pelo raciocínio, o espírito, a verdadeira personalidade humana que deveria está no comando de todas as suas ações, mas que em detrimento da torção elaborada pelo raciocínio, permaneceu preso aos seus diversos lastros de pendores,  qual foi o verdadeiro motivo que o levou a queda?(pecado original e hereditário), foi a substituição dos verdadeiros valores inerente ao eu interior (Virtudes), por práticas advérsias como o òdio, a inveja, a Ganancia etc.,  das características do espírito que o capacitaria e o colocaria como verdadeiro senhor da criação posterior, estão a Humildade e a simplicidade. Essas duas características formam a base essencial e necessária a qualquer ação do espírito, nenhum ser humano hoje na terra poderá libertar-se do seu lastro de pecados  e pendores se não se atentar a essas duas características essenciais,  nelas estão contidas as duas maiores dádivas do Amor e da pureza espiritual, nenhum ser humano poderá iniciar sua escalada sem antes  compreender plenamente a verdadeira necessidade de cultivar dentro de si essas duas características, o verdadeiro valor de um ser humano só poderá ser medido pelo seu grau de castidade interior(ou senso do pudor), essa castidade interior é formada a partir do cultivo dessas duas virtudes, independente a que raça, classe social ou a que religião pertença.

Quem calca sob os pés essas duas dádivas do criador, jamais poderá  tornar-se um verdadeiro ser humano,  jamais encontrará a possibilidade de libertar-se do seu lastro de pendores do passado. Poucos seres humanos foram capazes de compreender plenamente isso, por essa razão culminou no excessivo cultivo do raciocínio humano, transformando-se nesse caos na terra. Portanto, necessário agora é reverter essa situação, e isso só será possível quando o ser humano compreender que os verdadeiros valores do espírito,  só poderão ser medidos pelo seu  grau de humildade e simplicidade.

 

Autor desconhecido