Morre o líder norte-coreano, Kim Jong-il

19/12/2011 06:43

Seul, 19 dez (EFE).- O líder norte-coreano, Kim Jong-il, morreu, informou nesta segunda-feira a televisão estatal do país comunista, a "KCTV".

Kim morreu no último sábado, às 8h30 (horário local, 21h30 de sexta-feira em Brasília), por causa de "fadiga física" durante uma viagem de trem, segundo um despacho da rede norte-coreana publicado pela agência sul-coreana "Yonhap".

Kim Jong-il, de 69 anos, tinha sofrido uma apoplexia em agosto de 2008 e desde então havia vários rumores sobre seu estado de saúde.

"Nosso querido líder Kim Jong-il morreu no sábado 17 às oito e meia da manhã enquanto viajava para realizar suas funções de liderança", disse, entre lágrimas e com traje de luto, a apresentadora do canal norte-coreano.

A "KCTV" detalhou que Kim "morreu de um grande esforço mental e físico" durante uma viagem de trem.

No último ano, seu filho mais novo, Kim Jong-un, se consolidou como o mais provável herdeiro do falecido líder.

Presume-se que ele tenha 29 anos, tendo sido nomeado general de quatro estrelas e vice-presidente da Comissão Militar Central do Partido dos Trabalhadores em 2010.

Pouco depois do anúncio norte-coreano, em Seul o Exército da Coreia do Sul declarou um alerta por causa da morte do líder do país vizinho, enquanto o Governo sul-coreano estabeleceu um plano de emergência.

Kim Jong-il estava à frente da dinastia comunista hereditária norte-coreana há 17 anos, nos quais governou com mão de ferro um regime baseado no culto à personalidade.

Desde a apoplexia sofrida há mais de três anos suas aparições públicas foram poucas e nelas mostrava uma figura cada vez mais frágil e decrépita, embora sempre com seus inseparáveis óculos de sol e uniforme militar, que se transformaram em sua marca registrada.

Este ano, o líder norte-coreano tinha viajado em maio em seu trem blindado à China, principal aliado e benfeitor da Coreia do Norte, e em agosto também usou o mesmo meio de transporte para ir ao extremo oriente da Federação Russa.