Sobe para 564 o número de mortos pelas inundações na Tailândia

15/11/2011 18:59

 

Agencia EFE

Bangcoc, 14 nov (EFE).- As autoridades da Tailândia afirmaram nesta quarta-feira que já são 564 os mortos pelas inundações que atingem 22 províncias do país há três meses e ameaçam o centro comercial de Bangcoc.

A água ainda afeta mais de cinco milhões de pessoas, informou o Departamento de Prevenção e Mitigação de Desastres.

Embora o nível de água comece a diminuir nas províncias do planalto central e na capital, as autoridades estão atentas para drenar os milhões de metros cúbicos de água contidos por barreiras de cimento e sacos de areia.

Com uma capacidade de drenagem de 400 milhões de metros cúbicos por dia, o Departamento de Irrigação do Governo acredita que poderá levar para o mar a água que cerca Bangcoc.

As autoridades locais da capital não creem que a situação melhore nas próximas semanas e alguns moradores se revoltaram e tentaram romper os diques para despejar a água que inunda alguns bairros periféricos.

As inundações, que obrigaram a centenas de milhares a viver em centros de evacuação, começaram no último mês de julho com o transbordamento de rios e pântanos do norte e da região central por conta das copiosas chuvas da monção e de três tempestades tropicais consecutivas.