Chuvas torrenciais deixam 1 morto e 2 desaparecidos no Japão

14/08/2012 06:30

Carros ficam presos em vias inundadas na cidade de Uji
Foto: AP

Carros ficam presos em vias inundadas na cidade de Uji. Foto: AP

 

As chuvas torrenciais que castigam boa parte do Japão já deixaram uma pessoa morta e duas desaparecidas nas províncias de Osaka e Kioto, no centro do arquipélago, além de terem causado interrupções no sistema de transporte, informou nesta terça-feira a agência Kyodo.

Na cidade de Hirakata, em Osaka, uma mulher de 60 anos morreu ao se afogar em um canal, enquanto em Uji, na província de Kioto, um casal de idosos desapareceu depois de ter sua casa arrasada pela crescente de um rio que alagou cerca de mil imóveis.

A Agência de Meteorologia do Japão advertiu a população de que as chuvas torrenciais podem provocar deslizamentos de terras, fortes ventos e transbordamento de rios.

Neste sentido, a agência prevê que amanhã as chuvas superem 120 milímetros durante o dia em diversas partes da ilha de Kyushu (sudoeste) e em zonas das regiões de Kansai e Tokai (centro) e Hokuriku (norte).

O templo de Obakusan Manpukuji, na cidade de Uji, considerado um importante legado cultural do país, ficou inundado pelas águas, enquanto ainda estão sendo avaliados os danos ocasionados no templo de Byodoin, tesouro nacional e Patrimônio da Humanidade, detalhou a Kyodo.

As chuvas deixaram hoje entre 90 e 110 mm de água em apenas uma hora em áreas das províncias de Kioto, Osaka e Shiga, o que fez a agência emitir o alerta máximo por deslizamentos e inundações.

As fortes precipitações provocaram também grandes atrasos na linha Tokaido do trem-bala, que cobre o percurso entre Tóquio e a região de Kansai. Vários deslizamentos também afetaram a linha das cercanias de Kioto. Em meados de julho, o arquipélago japonês sofreu as consequências de chuvas torrenciais que deixaram cerca de 30 mortos no sul do país.